Domingo de Páscoa no Minho: quais os melhores pratos tradicionais?


5 min de leitura
08 Apr
08Apr

Em plena época de Páscoa no Minho, o almoço de Domingo pede pratos tradicionais da região. Em casa ou numa ida ao restaurante, no Domingo de Páscoa não há família que prescinda dos sabores típicos da gastronomia minhota! Do cabritinho ao bacalhau assado, manter a tradição à mesa é algo que está na génese das pessoas do Minho.

E no Camelo Apúlia não fugimos à regra! Em Domingo de Páscoa não pode faltar o delicioso cabritinho assado no forno de lenha. Muito procurado pelos apreciadores de uma boa carne, tenra e suculenta, de sabor apurado, num almoço reconfortante. Ou o famoso bacalhau à Camelo! Para palatos mais caprichosos, numa reinterpretação da receita tradicional do bacalhau à Braga pelas mãos da nossa Chef Fernanda Montenegro. Um prato que traz os aromas de antigamente para um prato de cozinha de autor!


Os sabores do Minho numa Páscoa com tradição, só no Camelo Apúlia.


Na Páscoa, o Minho transborda de tradições, rituais, encontros familiares e gastronomia. É um momento singular de convívio de gerações, quase comparável ao Natal! Em que as famílias juntam-se à mesa para provar iguarias culinárias transmitidas ao longo dos tempos. Um legado gastronómico único da nossa região, que no Camelo Apúlia fazemos questão de perpetuar! 


“Páscoa é sinónimo de família, celebração cristã, renovação de esperança e de comida. Da boa, claro! E no almoço de Domingo, no Minho primamos por isso!” 


Num almoço pascal tipicamente minhoto pode contar sempre com os melhores produtos da região. O cabrito e o bacalhau assados estão no top das preferências gastronómicas de quem nos visita. Depois seguem-se o sarrabulho, a posta vitelão, a vitela assada, e a pazinha de anho. E, para os paladares mais sofisticados o polvo à lagareiro ou a travessa de marisco fresco. 

Aos pratos típicos do almoço de Domingo de Páscoa juntamos uma carta de vinhos exclusiva. Que vai fazê-lo sentir-se inspirado! Harmonize o seu prato de carne com um tinto de taninos finos, bem estruturado e de persistência interminável. Por outro lado, opte por um branco de perfil fresco e equilibrado, como companhia perfeita para o seu prato de peixe ou de marisco. 

Enquanto aguarda pelo apetitoso repasto, sugerimos que passe os olhos pelas nossas habituais entradas. Como o gostoso salteado de castanhas com cogumelos, o indescritível polvo frito na caçarola, e o imperial chouriço de carne caseiro assado. Petiscos que vão fazer as delícias de todos!

 Por fim, nenhum cardápio pascal estaria completo sem as sobremesas obrigatórias da época. Falamos, obviamente, do tradicional folar, do afamádo pão-de-ló de Margaride, dos borrachos de Valença do Minho e dos bolinhos rústicos tão caseiros. 

Portanto, no Domingo de Páscoa refastele-se de sabores que relembram uma viagem às raízes, sem pressa! Sabemos bem como uma reunião familiar pascal à volta da mesa pode delongar-se entre conversas, risos e gargalhadas! Contamos com isso mesmo! Com efeito, só assim poderá verdadeiramente degustar dos sabores tradicionais da nossa cozinha. E, ainda, desfrutar da nossa vista panorâmica, exclusiva, para o mar da Praia dos Moinhos da Apúlia. Uma vista que é de outro mundo! O ambiente perfeito para um almoço tranquilo em família, já nos disseram!


Porque é que o cabritinho assado e o bacalhau à Camelo são pratos tradicionais tão procurados na região?


No Domingo de Páscoa, tal como em celebrações de batizados e comunhões, as tradições e a gastronomia típica minhota estão intimamente ligadas! E há pratos que ganham destaque, quer pelo seu sabor peculiar quer por ser muito mais agradável degustá-los sem ter de cozinhá-los! Por isso, na Páscoa dedicamo-nos a si! Mantemos a tradição secular na forma de confecionar e com os temperos que relembram os pratos feitos pelas avós. Mais típico impossível: 


  • Na carne, o cabritinho assado no forno de lenha. Complementado com batatinha assada ligeiramente crocante, e acompanhado por arroz de miúdos e salteado de grelos da horta apuliense.
  • E, no peixe, bacalhau à Camelo. Embebido em cebola lentamente cristalizada num banho de azeite virgem extra de aroma incomparável, e abrigado por uma cobertura de batata frita às rodelas, bem estaladiças. É servido com um acompanhamento de salada mista fresca e levemente temperada com molho vinagrete da casa.


Estes são, de facto, os pratos mais procurados. Iguarias de deixar água na boca. Servidas bem quentes, acabadas de confecionar, para degustar pausadamente, enquanto a tarde durar. Aquelas que as famílias não dispensam ter à mesa para um repasto pascal divinal! 

Vamos, então, perceber melhor o porquê desses pratos da gastronomia tradicional minhota serem tão célebres na Páscoa.


Cabritinho Assado no Forno de Lenha: o prato por que todos anseiam no Domingo de Páscoa

Este é um clássico da cozinha tradicional do Minho. Mas o segredo da sua procura no Camelo Apúlia reside nas mãos da Chef Fernanda Montenegro. A Chef começa a prepará-lo 12h antes e só o coloca a assar na hora do pedido. Fá-lo de forma tão apaixonada quanto criteriosa! 

No dia anterior à Páscoa, faz questão de ir pessoalmente selecionar a carne da melhor qualidade, com a quantidade de gordura certa para que fique suculenta e macia com a assadura. Segue-se a tradicional marinada. O alho branco seco picado e as folhas de louro partidas; sem esquecer a flor de sal, o vinho branco português de castas autóctones, e as especiarias típicas, pimenta preta e pimentão. Os ingredientes-chave para revelar os aromas da carne do cabrito. E assim fica, a apurar até ao dia seguinte!


“O tempo e a paciência são os melhores aliados na confeção deste prato!”


E esta máxima é válida em todo o processo de confeção do cabritinho assado no forno de lenha! Tudo é feito sem pressa! A brasa no ponto certo, para que o cabrito e as batatas assem em lume médio. Regadas com frequência com o molho da marinada. Tudo cozinhado bem lentamente, para que a consistência seja a desejada e a torra no ponto. 

Resultado final: um aspeto dourado super apetecível, de comer com os olhos, e uma incrível explosão de sabores e texturas que elevam o palato a outro patamar!


Bacalhau à Camelo: um prato cheio de sabor para celebrar a Páscoa como manda a ocasião

Este é um prato de autor. Uma receita da Chef Fernanda Montenegro. Mulher do Norte, inspirou-se numa antiga receita de bacalhau da sua avó. Revelamos agora alguns dos mistérios da sua confeção! Mistérios esses que o tornam um dos pratos mais apetecíveis do Camelo Apúlia. Especialmente pelos amantes de bacalhau. E que, sem hesitar, trocam as restantes iguarias tradicionais pelo bacalhau à Camelo. 

Mais uma vez, a qualidade é um ponto crucial para o sucesso do prato. Um bacalhau de posta nobre, alta, bem carnuda, e cor branca. Outro aspeto essencial, é que seja atempadamente demolhado com o cuidado merecido. Ou seja, que as mudas de água não sejam descuradas, de forma a que cresça naturalmente sem perder consistência ou aroma a mar. 

As postas são confecionadas a preceito na hora do pedido. Primeiramente, são fervidas com um dente de alho e uma folha de louro. Para que as lascas abram na medida certa e atinjam a tenrura ideal. De seguida, são levemente fritas em azeite virgem nacional. A fineza deste azeite contribui para a obtenção do tom dourado uniforme que tanto as caracteriza neste prato de degustação superior. Posteriormente, numa travessa de cerâmica, adiciona-se parte do azeite da fritura ainda quente, mergulha-se aí a cebola em lâmina acabada de cortar, polvilha-se com pimentão e louro em pó, acrescenta-se o vinho branco da região do Douro e juntam-se as postas de bacalhau. Depois, vai ao forno para assar em brasa média.

 Porém, a cozinha não pára! Preparam-se minuciosamente as rodelas de batata da terra para fritura. Enquanto isso, no forno de lenha, as postas continuam a embeber os sabores da cebolada, a cebola vai amaciando e cristalizando, e o vinho evapora-se. 

O repasto completa-se quando a cebolada de bacalhau, de sabores apurados, fica envolta pelas rodelas de batatas douradas e estaladiças acabadas de fritar. Um prato que vai fazer com que as suas memórias gustativas rejubilem a cada garfada.


Em plena época pascal opte por pratos minhotos confecionados de forma tradicional


De região para região, no Domingo de Páscoa as preferências gastronómicas variam, mas no Minho há duas que marcam os palatos mais exigentes! São o cabritinho assado no forno de lenha e o bacalhau à Camelo. Entre um e outro, já dizia o velho ditado: venha o diabo e escolha! E para dificultar-lhe na decisão, preparámo-los com todo o amor! Para que usufrua ao máximo dos sabores tradicionais em família! 

Aproveite os nossos serviços de Esplanada, Reservas de Mesa, Take-Away e Delivery, com toda a excelência e o bem-servir a que sempre o habituamos. Espreite todas as condições na nossa página www.cameloapulia.com e não hesite em encomendar um ou outro ou ambos os pratos típicos de Páscoa. Qualquer que seja a sua escolha, será sempre certeira! 

Para mais informações sobre estes e outros pratos do cardápio, fale connosco através do 912 539 666

O melhor da cozinha tradicional portuguesa com sabor a mar, e não só!

Comentários
* O e-mail não será publicado no site.